Até o final desta semana, os agentes da Diretoria de Trânsito de Curitiba (Diretran) vão começar a guinchar os veículos que estiverem estacionados em locais proibidos ou inadequados.

A determinação da prefeitura vale desde ontem, mas como os cerca de 400 agentes estão passando por um treinamento, a remoção dos carros deve iniciar até sexta-feira.

Os agentes vão encaminhar os veículos para o pátio de uma empresa escolhida por licitação, localizada na Avenida Senador Salgado Filho, 6080, no Uberaba. A remoção está prevista no artigo 180 do Código de Trânsito Brasileiro e, segundo a prefeitura, visa a fluidez e a segurança no trânsito.

Para retirar o veículo, o motorista infrator terá que ir até local munido de documentação e pagar as taxas e diárias previstas (ver quadro). Como explica o Gestor de Fiscalização de Trânsito da Diretran Urbs, Adão José Lara, o condutor que tiver pendências perante o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), como Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) atrasado, terá que quitá-lo para retirar o veículo.

Além de locais proibidos, quem estacionar em locais inadequados, como guias rebaixadas, fila dupla, calçadas ou até esquinas que prejudiquem a segurança no trânsito, também terá o veículo guinchado. Caçambas de entulhos que estiverem em locais proibidos também serão removidas.

Segundo Lara, vários fatores levaram a prefeitura a tomar a decisão da remoção, como, por exemplo, a determinação já existente no Código, o grande número de veículos na cidade e o fato de que vários motoristas ainda desrespeitam os locais onde já é proibido estacionar entre 17h e 20h como na ruas Brigadeiro Franco e Desembargador Motta, por exemplo.

A multa para quem estaciona em local proibido – infração média – é de R$ 85, mais quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação. Quem estaciona em locais inadequados – infração grave – deve pagar R$ 127 de multa, mais cinco pontos na carteira. Estacionar em vagas destinadas a idosos ou deficientes também é proibido.

O serviço da Diretran funcionará 24 horas. O carro que for levado ao pátio deve ser fotografado e lacrado pelo agente. No local, o agente colocará um aviso informando que o veículo foi rebocado e como e onde ele pode ser encontrado. O pátio tem monitoramento de câmeras 24 horas e capacidade para 600 carros.