O tanque de um caminhão que descarregava combustível em um posto no Capão da Imbuia tombou, por volta das 10h desta quinta-feira (22), causando vazamento de aproximadamente 15 mil litros de gasolina, segundo os Bombeiros. Após um problema no caminhão, o motorista desengatou o tanque e o deixou estacionado na Rua Nossa Senhora de Fátima, a poucos metros do cruzamento da Rua Delegado Leopoldo Belczak.

Um dos apoios acabou cedendo e o tanque tombou. Grande parte da gasolina escorreu por um bueiro, entretanto, a residência em frente teve o quintal tomado pelo combustível e os moradores tiveram que sair. Havia alto risco de explosão. Equipes dos bombeiros chegaram rapidamente e jogaram espuma em cima da gasolina, que havia escorrido no asfalto.

“Orientamos os moradores para evitar qualquer ação que causasse fagulhas. O terreno da casa ficou bastante encharcado. Isolamos a área do posto e as ruas próximas também para evitar problemas maiores”, disse a tenente Ana Paula Bagge, dos Bombeiros.

Dano ambiental

O combustível que escorreu pelo bueiro atingiu o córrego que fica a uma quadra do posto, na Rua Roberto Cichon. Equipes da Defesa Civil, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sanepar chegaram ao local, por volta das 11h, para avaliar o estrago.

“São necessárias barreiras de contenção e absorção no córrego. Os técnicos da Sanepar e da Secretaria do Meio Ambiente farão uma avaliação do dano ambiental e vão decidir o que deverá ser feito para recuperação. Provavelmente a empresa responsável pelo transporte do combustível será responsabilizada”, explicou Nelson Ribeiro, inspetor da Defesa Civil.

Por volta das 11h30, as boias de contenção chegaram e começaram a ser colocadas no córrego. Ainda de acordo com Nelson, uma avaliação deverá acontecer também na residência afetada. “Com uso do explosímetro (equipamento que mede o risco de explosão), os técnicos vão definir se a casa está segura. Caso seja necessário, poderão pedir apoio para uma equipe de limpeza pública da prefeitura”, comentou Nelson.

Representantes da empresa TIC Transportes, responsável pelo caminhão, estiveram no local. Procurados pela reportagem do Paraná Online, eles preferiram não dar declarações.