Rottweiler: agressividade vem dos maus-tratos.

Animais abandonados por empresas de cães de guarda para locação estão atacando pessoas e animais domésticos na rua. A denúncia é da advogada Leandra Diega Wagner, que na semana passada quase foi agredida por dois rottweilers da empresa Dog Honda, quando passeava com seu cão perto de um terreno em obras. “Os animais só não me atacaram porque corri, mas infelizmente meu cão não teve a mesma sorte: sofreu lesões terríveis e quase foi sacrificado. Estou preocupada, porque em vez do meu cachorro poderia ter sido uma criança”, diz Leandra.

O alerta da advogada é sobre a falta de segurança da população que não está imune aos ataques dos cães de locação e aos maus-tratos que esses animais sofrem, chegando a ficar semanas e até meses abandonados pelas empresas sem nenhuma manutenção. “Os cães que quase me atacaram estavam há dias sem comida e bebida. Só recebiam algo se os moradores ao redor do terreno os trouxessem”, denuncia Leandra.

Segundo a veterinária Caroline Oliveira, independente da raça, se o animal for tratado em más condições, a tendência, assim como nos seres humanos, é tornar-se violento. “Muitas vezes um rottweiler e ou pitbull, que são considerados raças fortes, no consultório parecem poodles, de tanta doçura que apresentam. Tudo vai depender da criação e tratamento do dono”, garante.

Denúncias

De acordo com a Sociedade Protetora dos animais, denúncias de abandono de cães de empresas de locação são comuns. Cerca de 70% das ligações diárias são voltadas a este tipo de acusação, mas segundo a entidade nada pode ser feito por ela devido a falta de poder jurídico. Por está razão, as denúncias são encaminhadas à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, que atende todo o estado do Paraná pelo telefone (41) 356-7047.

Segundo o superintendente da delegacia, John Cleyton, assim que é feita a acusação, policiais vão ao local verificar a situação dos animais e tirar fotos para encaminhar o processo por meio de um termo circunstanciado ao Juizado de pequenas causa. A punição neste caso pode variar em pagamento de cestas básicas até o fechamento das empresas.

Na situação dos cães das empresas de locação atacarem uma pessoas a denúncia deve ser feita na delegacia mais próxima da região. Já se o animal agredir outro cão, como no caso da advogada, a denúncia também deve ser feita na delegacia mais próxima, mas pelo Decreto-Lei 3688, de 1941, que trata da omissão de cautela na guarda e condição de animais. Nesta situação a penalidade é de apenas 10 dias a 2 meses de detenção ou multa.

Empresa

O Estado procurou a empresa de locação de cães Dog Honda, mas até o fechamento desta edição ninguém foi encontrado no local.