Um cadeirante, aparentando 40 anos, entrou no lago do Parque Náutico, no Alto Boqueirão, por volta do meio-dia desta quinta-feira (03) e desapareceu. Um grupo que treinava remo tentou salvá-lo, mas a vítima afundou. Depois de cinco horas, os bombeiros encerraram as buscas e devem recomeçá-las hoje.

O tenente Luiz Henrique Vojciechov, dos bombeiros, disse que o homem, com a perna esquerda amputada, foi visto, antes de entrar na água, fazendo alongamentos. Ele desceu da cadeira, se arrastou até a água. “Ele nadou alguns metros, e parou. Afundou uma vez e voltou. O pessoal que praticava remo tentou ajudá-lo, mas o homem afundou e não subiu mais”, relatou.

De acordo com o tenente, o lago tem áreas que chegam a seis metros de profundidade. Apesar da morte do homem ser quase certa, o tenente não descarta que ele tenha saído e ninguém tenha visto, embora a cadeira de rodas tenha permanecido na margem. Luiz disse ainda que nenhum familiar ou amigo do cadeirante o procurou.