A Receita Federal interceptou uma carga diferente no Aeroporto de Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, na noite de terça-feira (11). Um passageiro equatoriano foi abordado transportando 13 kg de cabelo humano, avaliados em cerca de R$ 30 mil.

Ele foi abordado após passar apressado pela alfândega. Os agentes desconfiaram da atitude. O equatoriano foi abordado na fila do chek-in e, ao passar a bagagem pelo raio-X, a Receita detectou a carga irregular de cabelo.

De acordo com o passageiro, o cabelo foi comprado no Paraguai e seria levado para ser vendido em São Paulo. Como não havia nenhum tipo de nota fiscal e nem documento de procedência, o equatoriano foi retido na alfândega do aeroporto de Foz.