O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) suspendeu ontem o repasse de recursos provenientes do programa Bolsa Família para 344 municípios brasileiros.

O motivo foi a falta do registro mínimo de 20% de informações a respeito do monitoramento de saúde dos participantes do programa, no segundo semestre do ano passado. No Paraná, dez municípios tiveram o benefício suspenso.

A decisão, contudo, não afetará o montante destinado às famílias. As prefeituras só voltarão a receber os recursos no segundo semestre deste ano, caso cumpram o percentual exigido durante o primeiro semestre de 2009.

As cidades paranaenses vetadas pelo MDS são Cantagalo, Saudade do Iguaçu, Tunas do Paraná, Boa Vista da Aparecida, São Miguel do Iguaçu, Sarandi, Pontal do Paraná, Cianorte, Imbaú e Chopinzinho.

Municípios

Com relação a Tunas do Paraná, na Região Metropolitana de Curitiba, o responsável pelo setor de Ação Social da prefeitura, Edson Luís Krasota, disse que não é possível afirmar com precisão se os problemas no cadastro do Bolsa Família existem, uma vez que a administração da prefeitura é recente e ainda não deu tempo de verificar. Mas ele admite essa possibilidade.

“Assumimos agora e percebemos que podem existir falhas na atualização dos cadastros, pois havia muita falta de informação no setor de Ação Social.” Em Tunas, cerca de 280 famílias recebem o benefício.

Em Boa Vista da Aparecida, no entanto, a secretária de Ação Social do município, Roseli Henrichs, disse que não há problemas com o cadastro do Bolsa Família. “Atualizamos os dados esta semana e está tudo certo.

Ainda ontem entrei em contato com o Ministério (do Desenvolvimento Social) e eles até já mandaram a nova senha para acessarmos o sistema”, informou. Em Boa Vista da Aparecida, cerca de 800 famílias recebem o Bolsa Família. A reportagem de O Estado tentou contato com as demais prefeituras, mas não encontrou os responsáveis para falar sobre o assunto.