O governador Beto Richa autorizou a realização de concurso público para o preenchimento de 729 cargos na Defensoria Pública. São 197 defensores públicos, 374 integrantes do grupo ocupacional de nível superior e 158 de nível intermediário. Previsto para julho, o concurso garantirá a contratação de pessoal efetivo para órgão público e sua interiorização, criado em 2011 após mais de 20 anos de espera.

O processo seletivo será o primeiro da Defensoria Pública. O edital deverá ser publicado em até um mês em Diário Oficial. “Este é um momento histórico, que mostra o compromisso do nosso governo de proteger os direitos da população mais carente”, disse o governador. Segundo ele, estimativas apontam que cerca de 90% das pessoas acusadas de crimes não têm condições financeiras para pagar um advogado.

A folha salarial dos contratados será de aproximadamente R$ 30 milhões e será custeada com recursos próprios da Defensoria. Os aprovados no concurso irão trabalhar em todas as comarcas do Paraná.

Os 197 defensores públicos serão contratados em 2012 e irão substituir os assessores jurídicos nomeados pelo processo simplificado. Os 158 selecionados para as vagas de ensino médio (técnicos em informática, administrativos, em redes de computadores e de recursos humanos) serão chamados em 2012 e 2013. Os 374 cargos para nível superior também serão preenchidos em 2012 e 2013.