O governador Beto Richa assinou ontem a mensagem do anteprojeto de lei que prevê reajuste em duas parcelas no salário dos professores da rede estadual de ensino: 6,66% retroativo ao mês passado e 6,65% a ser pago a partir de outubro. Com a proposta, o reajuste acumulado neste ano, considerando o índice de 5,1% concedido a todos os servidores em maio, chega a 19,55%. O texto já foi enviado à Assembleia Legislativa, que vai votar a matéria hoje em regime de urgência.

“Com este novo reajuste, o governo já proporciona, em um ano e meio de administração, 34,85% de reajuste salarial ao magistério”, declarou o governador. A mensagem encaminhada aos deputados dá continuidade ao processo de equiparação salarial dos professores aos demais servidores do Estado com ensino superior e adequação ao Piso Nacional dos Professores. “O processo de equiparação salarial dos professores da educação básica da rede estadual de ensino aos demais servidores que têm ensino superior é o compromisso que assumimos e está sendo cumprido”, destacou Richa.

Acréscimo

Em 2011 o governo estadual deu aos professores o acréscimo salarial de 5,91%, além do reajuste de 6,5% concedido a todos os servidores, o que resultou no acréscimo de 12,80% no salário do magistério.