enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Caçadores de notícias

Bandidagem bate ponto no comércio do Novo Mundo

População reclama da polícia, que não dá as caras na região

  • Por Magaléa Mazziotti

A falta de segurança na Avenida Brasília, no bairro Novo Mundo, já virou rotina entre moradores e trabalhadores da região. A bandidagem bate ponto em alguns locais como no Centro Comercial Cantu, com 22 salas e lojas. Os arrombamentos são constantes, mas não é raro encontrar pessoas que já sofreram mais de uma vez assaltos à mão armada. Por isso, a comunidade pede reforço no policiamento.  

“Passou de diária pra semanal a visita dos assaltantes. O último arrombamento foi na semana passada  em um escritório de advocacia, na sobreloja. Sabe Deus como eles conseguiram subir lá”, conta Aparecida Rodrigues Pamplona, proprietária da floricultura Denfalem, que funciona há 14 anos no centro comercial. Ela já sofreu quatro assaltos à mão armada. Pra proteger a clientela, a solução encontrada por ela e vários comerciantes é contratar serviços de alarme monitorado. “Nas datas de maior movimento também contrato segurança particular que cobra por hora, mas é o jeito porque policiamento mesmo, só em época de campanha”, reclama.

Medo

A convivência com tantos assaltos e arrombamentos ficou tão comum que muitos comerciantes nem registram boletim de ocorrência, o que acaba impedindo que a polícia dedique mais atenção à rua. Outros deixam de avisar a polícia com medo de perder a clientela ou pra facilitar a venda do ponto. É o caso de uma loja de roupas femininas localizada a algumas quadras do Cantu. Em abril, os bandidos abriram um buraco na parede e levaram toda a mercadoria. Ao invés de reivindicar mais segurança, a dona da loja decidiu vender o ponto.

O torneiro Ronaldo Roger concorda que não há patrulhamento suficiente, especialmente à noite. A saída de estudantes de uma escola para aprendizagem de jovens e adultos é acompanhada pelo medo. “Eu mesmo já fui assaltado”, revela.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

4 Comentários em "Bandidagem bate ponto no comércio do Novo Mundo"


Fernando Cezar
Fernando Cezar
6 anos 11 meses atrás

Talvez o amigo ali embaixo tenha razão, mais não só meia-duzia, e sim a maioria, pois esse é um tipo de ser humano que não tem serventia nenhuma na sociedade, além de votar.

Fernando Cezar
Fernando Cezar
6 anos 11 meses atrás

Eu não sei aonde vai acabar isso, pois o bandodo pode andar armado, roubar e matar, cumprir um quarto da prizão somente, e depois volta para as ruas assaltar, roubar e fazer tudo denovo.

Fernando Cezar
Fernando Cezar
6 anos 11 meses atrás

Não adianta. Com essas UPS nos bairros, os bandidos agora estão nos locais mais centrais, e não adianta prender, no Brasil ninguem cumpre pena até o fim.

Joel V8
Joel V8
6 anos 11 meses atrás

Tem que matar uma meia dúzia, daí eles dão sossego, ou filmar tudo, denunciar, fazer o b.o., tá faltando união ali.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas