Foto: Walter Alves/O Estado

Litoral: 15 pontos próprios para banho.

As chuvas significativas do mês de janeiro trouxeram como conseqüência o aumento no número de pontos impróprios para banho no litoral paranaense em relação ao primeiro boletim divulgado pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), ainda em dezembro.

A boa nova é que no sétimo boletim de balneabilidade divulgado ontem, pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), um dos pontos da semana passada sai da lista negra. Hoje, no litoral paranaense, são 15 pontos próprios para banho. Se somados, os 23 pontos que estão impróprios para banho totalizam menos de cinco quilômetros dos 96 da orla do Estado.

Segundo o secretário do Meio Ambiente, Rasca Rodrigues, o excesso de chuvas contribui para carregar para o mar esgotos que foram lançados irregularmente nas galerias pluviais, levando junto a bactéria que indica a presença de coliformes fecais. ?A chuva também causa o transbordamento do esgoto acumulado em fossas e valetas, contribuindo com a contaminação da água?, explica.

Em janeiro, a estação meteorológica de Guaratuba registrou 264 milímetros de chuva em trinta dias, o que representa um acréscimo de 38 milímetros em relação a média do ano passado. Dos 30 dias do mês, 19 foram chuvosos. Se continuar chovendo nessas proporções, especialmente nos cinco dias de coleta das amostras analisadas semanalmente, a tendência é que a média de pontos impróprios se mantenha.

O IAP está monitorando a balneabilidade nestes pontos há cinco semanas. ?A primeira coleta foi realizada na manhã de 1.º de janeiro, sob chuva. Outras duas coletas também foram feitas em dias chuvosos. São essas três semanas que estão influenciando o resultado?, acrescentou Rasca.