enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Caçadores de notícias

Bairro Alto precisa de solução para redução de acidentes

Comunidade não aguenta mais ver carros batendo nas esquinas do bairro

  • Por Joyce Carvalho, Meia Fina

Mesmo morando há pouco tempo no Bairro Alto, o mecânico Valmir Chagas já detectou o perigo na travessia de crianças e adolescentes na esquina da Rua Sebastião Alves Ferreira com a Avenida da Integração. Estudantes do Colégio Estadual Algacyr Munhoz Maeder e da Escola Municipal Araucária cruzam a Avenida da Integração antes e depois das aulas, disputando espaço com motos, veículos e caminhões.

Gerson Klaina
Valmir:  crianças esperam um tempão no horário de pico.

“Falta um sinal naquele cruzamento. Tem criança atravessando a rua sozinha. As crianças ficam esperando um tempão no horário de pico”, comenta. É fácil encontrar estudantes atravessando correndo a Avenida da Integração. Uma quadra antes da esquina com Sebastião Alves Ferreira, há uma lombada em frente a um colégio particular. E no cruzamento com a Alberico Flores Bueno está instalado um semáforo. “Na Avenida da Integração passa todo tipo de veículo. É necessário fazer alguma coisa. Acontecem acidentes e já houve atropelamento”, explica Antonio Thadeu F. de Souza, morador do Bairro Alto há 14 anos.

Gerson Klaina
Antônio: é necessário fazer alguma coisa.

Um aluno do Colégio Estadual Algacyr Munhoz Maeder já foi atropelado, segundo a diretora Yasodara Magalhães. “Já tentamos fazer contato com o poder público sobre esta esquina. São dois turnos de aulas, de duas escolas. No final da tarde, o trânsito é intenso e nem mesmo os carros conseguem fazer a conversão”, relata.

A diretora ainda afirma que foi instalada uma lombada na Rua Sebastião Alves Ferreira, em frente ao colégio, mas o local não é o mesmo da saída dos alunos, que ocorre pela Rua Rio Xingu. Nesta via não existe qualquer redutor de velocidade. A Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) informou que um técnico de sinalização do órgão deve ir na esquina da Rua Sebastião Alves Ferreira e da Avenida da Integração pra verificar a necessidade de alguma intervenção no local.

Gerson Klaina

É pouco!

Moradores reclamam do antipó da Rua Sebastião Alves Ferreira. Basta uma chuva forte pros buracos aparecerem. “O pessoal da prefeitura tapa buracos, mas não resolve”, diz José Osmar Padilha. A prefeitura informou que estão previstas manutenção e reforma da rua.

Gerson Klaina

Pichação

A comunidade escolar pintou os muros do Colégio Estadual Algacyr Munhoz Maeder no sábado, mas no domingo eles já estavam pichados de novo. “A pichação virou cultura do bairro”, lamenta a diretora Yasodara Magalhães.

,

Gerson Klaina

Sobe e desce

O consultor de vendas Alessandro Locatelli reclama da pouca sinalização nos cruzamentos do Bairro Alto e do abuso de velocidade. “Nos finais de semana as crianças brincam nas ruas, o que fica perigoso. É difícil uma semana sem acidentes por aqui”.

Gerson Klaina

Pela rua

Ruas sem calçadas desafiam pedestres como a zeladora Evelin Indianara, 22, que tem três filhos e mora na Rua Gastão Luis Cruls. “Tenho que ficar correndo atrás deles. Quando saio com o mais novo, uso o carrinho e falo para os outros dois me ajudarem a levar”, conta.

Gerson Klaina

Insegurança

Em menos de um mês a cozinheira Ana Maria Ataíde, 54, presenciou dois roubos. No portão de casa, levaram o carro do genro no início da noite. Dias depois, ladrões entraram na casa da vizinha, em plena luz do dia. “O policiamento é pouco”, diz.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

2 Comentários em "Bairro Alto precisa de solução para redução de acidentes"


Brasil Brasil
Brasil Brasil
6 anos 11 meses atrás

Ai eu pergunto? Cade o vereador Jair Cesar para dar uma explicação, e os buracos nas ruas? o bairro está largado, a Rua Jose Verissimo está uma calamidade,escura, emburacada.Vamos cobrar do vereador, pois é ano de eleição e recebe voto quem trabalha.

eduardo santos
eduardo santos
6 anos 11 meses atrás

Tudo normal, para uma cidade cujo prefeito só administra para os bairros mais nobres.

Enquanto as calçadas do centro são modernizadas, no Bairro Alto não temos calçadas. asfalto, urbanização, árvores, etct etc etc.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas