Auditores fiscais da Previdência Social decidiram, hoje, paralisar suas atividades, nesta terça e quarta-feira. A decisão foi tomada depois de uma reunião na sede do Sindicato (Sinfispar). É a adesão à greve dos auditores fiscais da Previdência Social, que estão parados desde de 24 de maio.

A reivindicação da categoria é que seja aprovado o Projeto de Conversão em Lei n.º 15, resultante do relatório do deputado Roberto Pessoa (PFL-CE), que substitui o texto original da Medida Provisória 2.175-29. O projeto do deputado está tramitando no Congresso e organiza as carreiras dos auditores federais e as suas remunerações. A pressa é por que o prazo para alterações nas leis que regulamentam os servidores federais, em virtude das eleições deste ano, acaba em 6 de julho.