Representantes do Sindicato dos Médicos do Estado do Paraná (Simepar) e da Secretaria de Saúde de Curitiba tiveram, na tarde de ontem, a primeira audiência para tratar da denúncia envolvendo a suposta terceirização de médicos nos Centros Municipais de Urgências Médicas (Cmuns) da prefeitura de Curitiba. Agora, as provas apresentadas pelos sindicalistas ao juiz do trabalho passarão por análise.