Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa se reúne em caráter extraordinário nesta quarta-feira (30), às 13h30, na sala de reuniões da Presidência, para ouvir a cúpula da Polícia Civil sobre as denúncias publicadas recentemente pela imprensa. Na lista de convidados da comissão estão o secretário de Estado da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar; o delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinicius Michelotto, e o corregedor-geral da Polícia Civil, Paulo Ernesto Araújo Cunha.

Os convidados terão a oportunidade de falar a respeito das denúncias que envolvem funcionários da instituição em práticas irregulares, dentre elas o uso irregular das verbas do Fundo Rotativo da Polícia Civil e a utilização de veículos da corporação para fins particulares. Segundo o presidente da Comissão, deputado Mauro Moraes (PSDB), o objetivo da reunião consiste em acompanhar o trabalho da cúpula da Polícia Civil na apuração de práticas irregulares supostamente praticadas durante o governo anterior e também atual.

“A Comissão quer saber sobre as medidas que já foram tomadas pela cúpula para coibir abusos praticados por funcionários desde a gestão anterior”, comenta Moraes. O parlamentar ressalta ainda que, se forem comprovadas as denúncias veiculadas pela imprensa, o governo deverá designar um delegado especial para aprofundar a investigação e punir os responsáveis.