O Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, promoveu ontem, junto com outros 28 aeroportos brasileiros, o evento Asas da Solidariedade, idealizado pelo Comitê de Entidades no Combate à Fome e pela Vida (Coep). Integrantes da entidade, da Infraero, funcionários do Afonso Pena e a vice-governadora Emília Belinati participaram do acontecimento.

Durante a manhã, foram divulgadas as ações do Coep nas salas de embarque, desembarque e VIP, apresentações de vídeos institucionais no circuito de televisão do aeroporto, abertura da 2.ª Mostra do Desempenho do Coep-PR e lançamento da campanha natalina Pela Vida. Às 14h30, foi promovida solenidade de divulgação e entrega de prêmios do Concurso de Poesia e de Frase do Coep-PR, que teve como tema a cidadania e foi realizado entre os meses de junho e agosto.

Objetivos

O objetivo do evento era sensibilizar pessoas que circulam pelos aeroportos sobre a questão da fome no País, que é uma das bandeiras levantadas pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva. “Milhões de pessoas, em todo o mundo, vivem em condições críticas de miséria e não conseguem se alimentar todos os dias”, afirma o superintendente do Coep-PR, Jorge Dias. “Nossa intenção é fazer com que a sociedade se comova com esta situação e passe a fazer sua parte, tornando-se mais solidária.”

Os aeroportos foram escolhidos para auxiliar o Coep porque, segundo o superintendente da Infraero, Mário de Ururahy Macedo Neto, por eles circulam diversos empresários, políticos, artistas e demais pessoas formadoras de opinião. Estas, além de poderem contribuir com um mundo sem fome, podem se tornar multiplicadoras de informações. “A intenção é conquistar novos parceiros e formar uma rede nacional de pessoas envolvidas no combate à fome.”

O Coep

O Coep foi criado em 1993, a partir do movimento nacional desenvolvido pelo sociólogo Herbert de Souza (Betinho). Atua como uma rede nacional de articulação e mobilização, composta por cerca de setecentas entidades públicas e privadas, distribuídas em 26 comitês estaduais, que incentiva e articula iniciativas em benefício da população excluída. O Coep-PR foi criado em 1995.

Os números da falta de comida

? 826 milhões de pessoas, em todo mundo, padecem de fome crônica.

? No Brasil, 50 milhões de pessoas não têm condições de se alimentar diariamente, pois ganham menos de US$ 1,00 por dia.

? De cada cinco habitantes do Paraná, um passa fome.

Fonte: COEP