O Paraná é o Estado que tem o menor índice de dengue em todo o país, segundo dados da Secretaria da Saúde divulgados esta semana. Até o momento apenas um caso autóctone (contraído dentro do próprio Estado) foi registrado, e ainda está sob investigação. Em janeiro do ano passado foram registrados 45 casos contra nenhum no mesmo período este ano.

Para garantir o controle da doença o Governo intensifica a prevenção no combate ao mosquito da dengue e às campanhas informativas. ?Este é um trabalho conjunto entre a população e o Governo e precisamos do apoio e da ajuda de todos. É preciso tomar cuidados básicos, como acumular água parada em locais como pneus, garrafas, vasos de plantas e caixas d?água, entre outros?, alertou o secretário Cláudio Xavier.

Em 2004, devido às ações promovidas durante o ano anterior, o Estado conseguiu a maior redução de casos de dengue do Brasil, chegando à marca de 99,7%. Já em 2005 ocorreu um aumento devido à seca, o que fez as pessoas armazenarem água em casa, e também à desmobilização dos agentes em vários municípios, devido à troca de gestão. ?Com essa estabilização conseguimos novamente reverter o quadro e colocar o Paraná na trilha que já havíamos encaminhado?, disse Xavier.

Para que o Estado consiga diminuir os casos de dengue, além de pedir a colaboração da população, são utilizadas caminhonetes com equipamentos para o uso de inseticidas em caso de surto. Bombas de inseticida para agentes e outros acessórios são empregados em todo o Estado.

Economia

No ano passado, o Estado economizou cerca de R$ 1,5 milhão na manutenção de equipamentos utilizados para o combate à dengue no Estado. O trabalho todo é feito em Maringá pela Central de Apoio Logístico de Insumos e Equipamentos, unidade da Secretaria da Saúde. No local, que é a antiga sede do Departamento de Estradas de Rodagem, está centralizada boa parte das armas do Paraná contra a doença.

Para conseguir essa economia, o Estado fez parceria com indústrias paranaenses para peças mais complexas. Para problemas mais simples, o conserto é feito na própria Central, que dispõe de equipamentos para manutenção.

Dados

Em 2004 foram registrados 107 casos de dengue em todo o Estado. Em contrapartida, no ano de 2005 os casos foram para 987. ?Esse aumento se deve ao calor que fez no último ano e também por causa das eleições municipais. Em alguns municípios os trabalhos de combate à dengue foram interrompidos por causa das eleições?, disse o chefe da Divisão de Doenças Transmitidas por Vetores, Natal Jataí de Camargo.