Nas próximas semanas o Paraná se tornará sede de mais uma Confederação Olímpica. Depois das Confederações Brasileiras de Canoagem e Ginástica, agora é a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) que se instala no estado. A sede, que até então funciona em São Paulo, será transferida para Londrina.

De acordo com o novo presidente da entidade, José Luiz Vasconcelos, a transferência da sede é uma necessidade, já que os três principais cargos diretivos da entidade são do Paraná.

Além de Vasconcelos, os paranaenses na diretoria da confederação são José Coaracy como primeiro vice-presidente e Paulo Shimitt, como segundo vice-presidente. Paulo também é diretor do departamento jurídico da Paraná Esporte e presidente do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva.

O presidente da Paraná Esporte, Ricardo Gomyde, destaca o fortalecimento do esporte no estado com mais um entidade deste porte. "O Paraná historicamente é um celeiro de atletas devido aos projetos que desenvolvemos no esporte de base. Agora, algumas entidades nacionais também estão vindo para cá desenvolver projetos interessantes", disse Gomyde.

A nova diretoria da CBC foi eleita no último fim de semana a nova diretoria da entidade. A chapa encabeçada pelos três paranaense foi aclamada em Recife, após as desistências das chapas de Santa Catarina e Santos.

PAN 2007

A CBC, como uma das metas principais da nova gestão, está criando o Centro Nacional de Treinamento para aperfeiçoar os ciclistas que participarão do Pan 2007, que acontecerá no Rio de Janeiro.

O projeto já está pronto e deve ser iniciado ainda este ano. A sede do centro deve ficar entre Paraná e São Paulo. Segundo Vasconcelos, os recursos já estão garantidos para a instalação do centro de treinamento.

"A União Ciclística Internacional já nos garantiu recursos e equipamentos. Agora dependemos dos dois governos para sabermos que oferecerá infra-estrutura necessária para sediar o centro. Mas estamos certos que Paraná e São Paulo serão os dois primeiros estados beneficiados", explicou.

Visando o Pan 2007 e as Olimpíadas 2008, em Pequim, a CBC fechou um acordo com o Centro Mundial de Treinamento de Ciclismo, em Lausanne, na Suíça. "Vamos mandar nossos atletas pra um período de aperfeiçoamento e para que possam treinar constantemente com especialista, visando aumentar o número de medalhas conquistadas em Pan-Americanos", acrescentou Vasconcelos.

No último Pan-Americano, em Santo Domingo, o ciclismo conquistou para o Brasil duas medalhas de prata, em Olimpíadas o Brasil ainda não debutou no quadro de medalhas.

Em 2007, só o ciclismo vai distribuir 56 medalhas entre homens e mulheres e a CBC quer aumentar o número de conquistas para o Brasil. "Aumentar esse número não é tão simples. O ciclismo na América é muito forte, mas vamos trabalhar para isso. Já nas Olimpíadas, só o fato de garantir participação já é uma grande conquista", enfatizou.