A safra de verão do Paraná 2002/2003 deverá registrar um crescimento de 14,5% em relação à safra anterior, chegando a 23 milhões de toneladas. A área plantada é de 6,9 milhões de hectares. Na safra 2001/2002, a produção foi de 20 milhões de toneladas em 6,5 milhões de hectares. A estimativa é do Departamento de Economia Rural (Deral), que divulgou o relatório semanal de acompanhamento de safra na semana passada.

A área cultivada com soja no Paraná está estimada em 3,5 milhões de hectares apresentou um crescimento de 8,1% em relação à safra anterior. A produção prevista é de 10,5 milhões de toneladas, 11,7% mais do que no ano passado. Cerca de 90% das lavouras de soja estão em boas condições. De acordo com o Deral, as lavouras mais adiantadas são as do Oeste, onde foi iniciada a colheita, que deve se intensificar a partir de meados de fevereiro.

Para o milho a estimativa de plantio é de 1,4 milhão de hectares, uma redução de 4,4% em relação à safra passada. A produção está estimada em 7,3 milhões de toneladas, menos 2,6%. A colheita começou na primeira quinzena de janeiro. As lavouras mais adiantadas estão nas regiões de Apucarana, Cascavel, Francisco Beltrão e Umuarama. O milho safrinha tem uma estimativa de crescimento de 9% na área, com uma produção estimada em 4,1 milhões de toneladas.

A cultura do feijão foi a mais prejudicada pelos problemas climáticos. Geadas, chuvas excessivas, baixas temperaturas e estiagem no Norte do Estado, afetaram as lavouras, provocando uma quebra de 15 a 20% na produção. A área plantada aumentou 5,8%. São 410 mil hectares, com previsão de produção de 404 a 429 mil toneladas.