enkontra.com
Fechar busca

Notícias

Paraná Clube não consegue segurar o mistão do Santos

  • Por Jornalista Externo

Santos (AE) – O Santos ganhou por 3 a 0 do Paraná Clube e se classificou para a segunda fase da Copa Sul-Americana. Depois de um primeiro tempo muito fraco, com a vitória parcial por 1 a 0, gol de Elano, o time de Vanderlei Luxemburgo, que contou com apenas quatro titulares André Luís, Elano, Deivid e Basílio, reagiu e não teve dificuldade para conquistar a classificação. Basílio foi o destaque da equipe. O adversário na próxima fase será o Flamengo, nos dias 15 e 22 de setembro.

O gol de Elano, em cobrança de falta do lado esquerdo do ataque, aos 42 minutos, com a ‘colaboração’ do goleiro Flávio, salvou o primeiro tempo. Os dois times começaram a partida em ritmo de treino e o nível técnico foi caindo com o passar do tempo.

Nem mesmo Elano e Deivid, titulares da equipe principal de Luxemburgo, conseguiam dar o mínimo de qualidade ao jogo. Com a vantagem de ter vencido por 2 a 1, em Curitiba, no primeiro jogo do mata-mata, o Paraná Clube entrou em campo apenas para se defender, concentrando-se em seu campo e saindo timidamente em contra-ataques, sem incomodar o goleiro Mauro em nenhum momento.

No segundo tempo mudou o Santos, trocando Deivid pelo velocista Basílio e o comportamento do Paraná, que, perdendo por 1 a 0, abandonou a postura defensiva para tentar chegar ao empate. Estava aberto o caminho para a classificação.

Com a nova opção de ataque, O Santos passou a pressionar seguidamente, porém o segundo gol saiu numa cobrança de escanteio da direita, com Luís Augusto, aos 15 minutos. Basílio subiu mais que a zaga adversária e com um leve desvio de cabeça mandou a bola para as redes. “Fiz o que temos treinado. Nas cobranças de escanteio, sempre procuro compensar a minha pequena estatura com uma boa colocação e se movimentando para conseguir uma melhor impulsão”, explicou o atacante.

O gol deste sábado foi o seu 23º na temporada, apenas cinco menos que o artilheiro Robinho, embora não seja titular em todos os jogos. Oito minutos depois, ele voltou a ser decisivo, construindo toda a jogada do gol marcado por William, que recebeu a bola livre de marcação e só teve o trabalho de driblar o goleiro Flávio e concluir. “Converso muito com o Chulapa (Serginho), pedindo orientação quanto a melhor maneira de me movimentar no ataque, principalmente entre os dois bicos da grande área. Ele inclusive me falou que eu ia fazer um gol e por isso fui abraçá-lo, quando marquei. Esse gol foi importante porque estava há seis meses sem marcar”, disse William, que no final da partida sentiu cãibras. “Mas isso não é problema para a partida com o Atlético Paranaense.”

Desfalcado de Robinho, Deivid, Elano e Tapia, o Santos volta ao Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro, enfrentando o Atlético-PR, com quem divide a liderança.

Ficha Técnica:

SANTOS – Mauro; Flávio (Bóvio), Domingos (André Luís), Ávalos e Márcio; Lelo, Elano, Luís Augusto e Marcinho; Deivid (Basílio) e William. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

PARANÁ – Flávio; Alex Silva, Lombardi, João Paulo e Edinho; Messias, Beto, Fernando (Marcel) e Cristian; Galvão e Maranhão (Sinval). Técnico.: Paulo Campos.

Gols: Elano, aos 42 minutos do primeiro tempo; Basílio, aos 15 e William, aos 23, no segundo tempo
Árbitro: Alício Pena (MG)
Cartões amarelos: Deivid, Lelo, Elano e Lombardi Renda: R$ 32.040,00
Público: 3.949 pagantes
Local: na Vila Belmiro, em Santos.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas