As exportações paranaenses cresceram 20% no primeiro quadrimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2003. As vendas externas somaram US$ 2,41 bilhões, contra US$ 2 bilhões no ano passado. Com isso, o superávit o Estado no período ficou em US$ 1,34 bilhão.

“O resultado da balança comercial mostra a força do Paraná, que se mantém, por dois meses consecutivos, como o segundo Estado a contribuir para o bom desempenho do superávit do Brasil”, analisa o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná, Rodrigo da Rocha Loures.

Os produtos mais vendidos no quadrimestre foram farelo de soja, com US$ 260 milhões, e o milho, com US$ 218 milhões. Frango, colheitadeiras, veículos utilitários a diesel e fertilizantes também apresentam crescimentos significativos. As vendas de máquinas agrícolas, por exemplo, foram puxadas pelos pedidos da Argentina.

Os Estados Unidos continuam sendo o principal parceiro comercial do Paraná em 2004, apesar de uma redução de 0,04% de janeiro a abril. O mercado norte-americano gastou US$ 330 milhões na compra de produtos paranaenses.

A China é o segundo país no ranking de exportadores, com um volume de US$ 179,6 milhões (queda de 5,7% na comparação com 2003). As vendas para a Alemanha caíram de US$ 175,9 milhões para US$ 154,21 milhões. As baixas ocorreram porque o volume de soja exportada foi 54,27% menor em comparação ao primeiro quadrimestre do ano passado.