Dois dos mais experientes jogadores da seleção, Emerson e Roberto Carlos se dizem satisfeitos com o amistoso contra a Nova Zelândia. "Para a gente foi um jogo bom. Não jogamos o nosso melhor futebol no primeiro tempo, mas acho que foi até pouco os 4 a 0. Tivemos a posse de bola, a velocidade, só que perdemos muitas oportunidades", afirmou o lateral esquerdo.

Perguntado sobre a qualidade da equipe adversária, Emerson afirmou que não vê muitas diferenças entre os "All White" e muitos selecionados europeus. "Eles jogam como todas as equipes européias, jogadores altos e muita bola aérea, por isso achei que esse jogo foi importante pra gente treinar a defesa visando essas jogadas pelo alto. E tem outra, eles não saem de trás. Eles acham que não perder de muito para o Brasil é bom. Precisamos nos conformar com isso, a marcação será sempre forte não interessa o placar", explicou o volante.

Ambos os jogadores concordaram que a parte física é a grande prioridade do elenco no momento. "O importante é chegarmos inteiros para a estréia contra a Croácia. Coisas para ajustar sempre vão acontecer, mesmo dentro da competição, isso é normal. O principal é que estamos nos preparando bem, tanto que no primeiro tempo, mesmo que não tenhamos aproveitado as muitas oportunidades que criamos, nós as criamos, isso mostra que só faltou melhorar a pontaria e quando fizemos isso, os gols começaram a sair com naturalidade", conclui Emerson.