Demostrando irritação sobre a matéria do jornal The New York Times, publicada no último domingo, o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse que não receberá de ninguém acusações de censura da liberdade de imprensa. Amorim referia-se à medida do governo de cancelar o visto do repórter autor da matéria, Larry Rohter.

“Esse caso não se trata de liberdade de expressão, trata-se de matéria caluniosa, injuriosa, mentirosa e que ofende o país”. Amorim comentou que a matéria foi publicada no maior jornal do mundo e tem efeito prejudicial ao país. “Eu não sei se foi o objetivo, mas certamente teve o efeito de atingir a liderança emergente do presidente Lula e do próprio Brasil. A pessoa não tem condições de exercer o jornalismo”, afirmou o chanceler.