O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, descartou qualquer alteração na Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (Cide) – que incide sobre os preços da gasolina e do diesel – para equilibrar o preço dos combustíveis no mercado interno. O preço do barril de petróleo no mercado internacional tem batido recordes nos últimos dias. Hoje, o barril do petróleo WTI abriu cotado em Nova York a US$ 41,03, e o do tipo Brent, a US$ 37,13, em Londres.

Segundo Palocci, a Cide foi criada como um tributo de caráter móvel, para ser usado como um colchão, que sobe ou desce conforme o preço do petróleo no mercado internacional. Porém, disse ele, “o governo jamais aplicou a tarifa cheia da Cide, para poder praticar a política do colchão. Quando houver espaço para isso, nós vamos aplicar essa política e ajustar pela Cide. Podemos fazer isso no futuro”, disse.