O ministro da Saúde, Barjas Negri, disse há pouco que o País terá uma nova epidemia de dengue em 2003, mas a meta é que ela seja 50% inferior a ocorrida neste ano. ?Nós antecipamos o planejamento e a liberação dos recursos e há uma organização muito mais eficiente do que o ano passado, mas é claro que algum estado ou algum município poderá ficar um pouco acima ou abaixo dessa meta?, disse. 

O presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Paulo Buss, disse que o Rio de Janeiro está ?parcialmente preparado? para o combate à dengue, mas sugeriu que é preciso aglutinar recursos estaduais, municipais e estaduais e contratar pessoal, especialmente agentes de saúde. Para Buss ainda há tempo para evitar uma epidemia mais grave no Rio e sua expectativa é que o número de casos no Estado seja menor em 2003 do que o registrado neste ano. Negri e Buss participaram de seminário no BNDES.