O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse hoje que o regime de metas está se consolidando no Brasil e que, pela primeira vez, as expectativas de inflação apontam para o objetivo fixado, de 4,5%, tanto neste ano quanto em 2007.

Meirelles fez a afirmação ao empossar o novo diretor de Assuntos Internacionais do BC, Paulo Vieira da Cunha. O presidente do Banco Central disse que o Brasil sabe agora que "é possível viver com inflação sob controle" e que é importante essa sensação, principalmente depois de ter vivido "longo e perverso período de preços com altas correções, que desorganizava a economia e corroía o poder de compra dos salários".

Segundo Henrique Meirelles, hoje a situação é outra, embora alguns setores do mercado financeiro insistam em discutir a taxa de juros antes de questionar a inflação. Ele afirmou que como guardião da moeda, o BC tem a função precípua de dosar os juros à medida que a inflação esteja na meta e reafirmou que a autoridade monetária "tem que estar sempre preparada para adotar as medidas necessárias".