O senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT) vai requerer à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado que convide o presidente do Banco do Brasil, Cássio Casseb, para que esclareça a isenção de pagamento da CPMF concedida pelo banco a clientes dos segmentos BB Corporate e BB Grandes Empresas. Em discurso no plenário, o parlamentar afirmou que este procedimento também ocorre em outras instituições financeiras de grande porte.

Segundo o senador tucano, o BB e outras instituições permitem o pagamento de títulos e impostos com cheques de terceiros, possibilitando o não recolhimento de 0,38% de CPMF. Paes de Barros mostrou aos senadores cópias do Livro de Instruções Codificadas. Nele, a direção do Banco do Brasil instruiria seus gerentes para que permitissem que clientes do BB Corporate e BB Grandes Empresas se beneficiassem da chamada ?solução de pagamento?.

Antero Paes de Barros disse que isso nada mais é do que eximir o cliente do pagamento da CPMF, usando cheques diretamente no pagamento de impostos ou outras despesas, sem depositá-los na conta corrente.

Paes de Barros é presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga desvio de dinheiro por meio do extinto Banco do Estado do Paraná (Banestado).