Os ovos de Páscoa chegam às gôndolas dos supermercados com preços 30% superiores aos praticados na Páscoa de 2002. Reajuste nos preços das matérias-primas – como cacau, que sofreu alta de 125% no ano passado; açúcar, com alta de 85%; embalagens, 55%; e leite, 25% – foi o fator apontado pelo vice-presidente do setor de chocolate do Sindicato da Indústria do setor, Antônio Salgado Filho, para explicar o aumento. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)