Fiscais da Receita Federal, agentes da Polícia Federal e membros do Ministério
Público prosseguem nesta manhã a chamada Operação Narciso, na loja Daslu, na
zona sul da capital, com 6.700 metros quadrados, reunindo uma série de produtos
eletro-eletrônicos e roupas, de grife. Uma operação semelhante a esta foi
realizada na Schincariol, em Itu, no interior paulista há 15 dias.

Os
agentes da PF chegaram na loja amparados em mandados de segurança para apurar
sonegação fiscal, subfaturamento e outros ilícitos na atuação da organização,
dirigida e controlada pela empresária Eliane Tranchesi, que está com a prisão
decretada. Seus advogados tentam anular sua prisão.