Uma missão da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês) visitará o Mato Grosso do Sul em 45 dias, segundo informações da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Mato Grosso do Sul (Famasul). Os técnicos da OIE verificarão se as medidas adotadas pelo governo local para conter os focos de febre aftosa diagnosticados no Estado em outubro de 2005 tiveram eficácia.

Os procedimentos – instalação de barreiras fixas, adoção de barreiras móveis e vacinação de bezerros – constam em relatório entregue, em Paris, pelo chefe da Comissão Técnica das Américas para a OIE, Jamil Gomes de Souza, aos demais países que integram o órgão. Gomes de Souza é diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura.