O presidente da Ordem dos Advogados do Ceará (OAB-CE), Valdetário Andrade Monteiro, comunicará hoje (16) ao presidente nacional da entidade, Ophir Cavalcante, o roubo dos documentos e livros que estavam num terreno da entidade. Ainda hoje, segundo Valdetário, a Polícia Federal será acionada para participar das investigações. De acordo com o presidente da Seccional, os crimes são de invasão, dano ao patrimônio público e furtounto. Ele vai informar a Ophir que cerca de 2.500 livros pertencentes ao acervo da entidade também sumiram. Entre estas publicações, estão livros raros e outros que relatam a história da OAB-CE. Ele supõe que esse acervo, bem como outros documentos, tenham sido furtados para reciclagem de papel.