Dados divulgados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) dão conta de que do início de 2003 até agora foram registrados nas estradas federais que cortam o Estado do Paraná, 260 acidentes com ônibus – 210, no ano passado, e 50 este ano. Do total, 96 provocaram vítimas. Os números são considerados altos pela PRF.

Segundo a inspetora Maria Alice Pólo, chefe da Comunicação Social da PRF no Paraná, apesar de constar no Código de Trânsito Brasileiro a determinação do uso do cinto de segurança nos veículos que transportam passageiros, isso não vem sendo cumprido por parte da grande maioria das empresas, o que faz com que os passageiros sejam jogados para fora do veículo quando ocorrem acidentes.

Outra questão de segurança apontada é a fixação das poltronas, pois na maioria dos acidentes elas se deslocam, provocando o esmagamento dos passageiros. O ar condicionado também constitui problema para os usuários, já que as janelas dos ônibus são fechadas – o passageiro não consegue abrir numa emergência.

A PRF cita como exemplo o caso de um acidente grave que ocorreu no começo do ano no Estado do Ceará, quando um ônibus caiu num rio e muitas pessoas morreram afogadas porque não conseguiram sair do veículo.