Na estréia de seu trio elétrico – os atacantes Edílson, Romário e Valdiram -, o Vasco apenas empatou com o Americano, por 2 a 2, neste domingo, em São Januário, na quinta rodada da Taça Rio. O baiano pentacampeão mundial foi a atração da partida e, apesar de não atuar desde dezembro, conseguiu se movimentar bem, armou jogadas e ajudou na marcação no meio-de-campo até os 15 minutos do segundo tempo, quando foi substituído por Ramon.

A formação tática com três atacantes era uma incógnita no Vasco até o início da partida. Mas o estreante Edílson mostrou bom entrosamento com Romário e Valdiram. Aos 13 minutos, ele passou a bola para o volante Ygor lançar Valdiram, que tocou na saída do goleiro Erivélton e colocou os vascaínos em vantagem no placar.

Aos poucos, os jogadores vascaínos foram cansando e o Americano dominou a etapa final. Até o segundo gol do Vasco, aos 16 minutos, o time de Campos já havia desperdiçado várias oportunidades. Mas, Ramon, em seu primeiro lance, cruzou a bola pela direita e o zagueiro Éder cabeceou sem defesa para Erivélton.

E se o cansaço já ameaçava o Vasco, o retorno à formação tática 4-4-2 também prejudicou a equipe, que não demonstrou o mesmo desempenho do armação anterior. Tanto que, aos 24 minutos, Marcelo Uberaba, diminuiu a vantagem para o Americano, ao aproveitar uma cobrança de falta de Flavinho.

O gol do adversário não motivou o Vasco a se empenhar em campo e o time passou a depender dos chutões para se defender. O resultado foi o empate do Americano, aos 40 minutos, em um pênalti cobrado por Marcelo Uberaba.