Os governos da zona do euro não deverão agir imediatamente em resposta ao calote da Grécia com o Fundo Monetário Internacional (FMI), afirmou hoje o vice-presidente para o euro da Comissão Europeia, Valdis Dombrovkis.

Países do bloco têm o direito de exigir o reembolso imediato dos empréstimos de resgate que concederam à Grécia no caso de falha de pagamento ao FMI. Ontem, Atenas decretou calote sobre uma dívida de 1,55 bilhão de euros devida ao Fundo.

Segundo Dombrovskis, no entanto, a zona do euro não deverá agir antes que haja uma decisão sobre um pedido da Grécia para um terceiro programa de ajuda.

Dombrovskis disse que a sustentabilidade da situação financeira da Grécia está significativamente pior do que no último sábado, mas ele demonstrou confiança de que a zona do euro vai superar quaisquer problemas, independentemente do que acontecer com Atenas.

Dombrovskis afirmou ainda que é possível que seja fechado um novo acordo de resgate antes que a Grécia tenha de fazer novos pagamentos. Fonte: Dow Jones Newswires.