O vice-presidente dos Estados Unidos e candidato à reeleição, Joe Biden, votou no início da manhã de hoje em Willington, no Estado de Delaware, na costa leste americana. O candidato apareceu acompanhado de sua mulher, Jill, em uma escola da cidade.

Delaware é o Estado pelo qual o vice de Obama se elegeu senador, cargo que desempenhou por 36 anos. Nesta eleição, a tendência é que o Estado reeleja o democrata.

Prestes a completar 70 anos, Biden, que quer conservar o cargo de vice dos EUA, levou experiência à gestão do democrata Barack Obama, qualidades às vezes ofuscadas pela sua propensão a cometer gafes.

Em seu período como senador, foi presidente da Comissão das Relações Exteriores e criticou a guerra no Iraque, apesar de ter apoiado o conflito por um breve tempo.

No governo, teve um papel importante na definição da política de Obama para o Iraque e o Afeganistão.

Perfil

Católico e filho de vendedores de automóveis da Pensilvânia, Joseph Robinette Biden Junior é ligado às classes populares. Foi o primeiro integrante de sua família a obter um diploma universitário e foi eleito senador aos 29 anos em 1972. É considerado por muitos um paladino dos programas sociais e dos direitos dos homossexuais.

Os eleitores apreciam seu estilo direto, piadista e sua tendência de não ser guiado por discursos escritos, apesar dos problemas que isto já lhe acarretou.
Em agosto passado, disse que as proposta do candidato republicano à Presidência, Mitt Romney, sobre os bancos voltariam a colocar “correntes nos pés” dos americanos, em um evento no antigo Estado escravagista de Virgínia.

Dois meses depois afirmou que a classe média foi “devastada nos últimos quatro anos”, ou seja, durante o governo de Obama, o que foi aproveitado pelos republicanos.

O início de sua carreira política foi marcada pela tragédia: pouco depois de sua primeira eleição, antes do Natal, a mulher e a filha de 13 meses morreram em um acidente de trânsito. Só seus dois filhos homens sobreviveram, Beau e Hunter. Ele também tem uma filha de 27 anos, Ashley, com a segunda esposa, Jill, médica e professora universitária.

Biden tentou a candidatura à Presidência em 1987, sem sucesso. Ele voltou a aventar a possibilidade em 2007, mas abandonou a disputa ao ficar evidente que a luta pela candidatura democrata seria uma batalha entre Obama e Hillary Clinton, seus colegas no Senado.