Os fortes ventos que atingiram o Reino Unido ontem deixaram uma taxista morta, após seu carro ter sido atingido por pedaços de alvenaria que despencaram de um prédio. Outra vítima fatal foi um idoso, após uma onda gigante ter atingido o navio onde estava no canal da Mancha, deixando ainda outras 15 pessoas feridas.

O acidente com a motorista do taxi, identificada como Julie Sillitoe, de 40 anos, ocorreu no centro de Londres, no final do dia ontem, próximo à estação de Holborn, do metrô. Os passageiros que se encontravam no veículo, um homem e uma mulher, foram hospitalizados com ferimentos leves, segundo a polícia. Um pedestre também ficou ferido no incidente.

O passageiro de 85 anos foi morto após os ventos de 130 quilômetros por hora terem provocado uma onda gigante no Canal da Mancha na tarde de ontem, colocando em risco todas as embarcações que utilizam o canal. A onda quebrou cinco janelas do navio de viagem Marco Polo, inundando o restaurante Waldorf. Segundo o porta-voz do navio, Paul Foster, o homem morreu antes que o socorro aéreo pudesse levá-lo para receber atendimento de emergência.

Um segundo passageiro, entretanto, foi transportado para atendimento em terra, enquanto outros 14 receberam socorro à bordo, de acordo com o porta-voz. O Marco Polo carregava 735 passageiros, a maioria britânicos, e 349 pessoas da tripulação.

Em outro incidente, o exército foi chamado para resgatar 30 pessoas que estavam em um restaurante de frente para o mar, em Hampshire, ao sudeste de Londres, após os ventos terem quebrado as janelas e inundado o local.

Autoridades informaram haver 22 alertas de enchentes, em locais onde há risco de vida para as pessoas que estão nessas regiões. Espera-se por mais chuvas fortes. Fonte: Associated Press.