Um veículo militar com 20 soldados peruanos ingressou mais de dois quilômetros em território chileno durante exercícios militares, que não haviam sido informados a Santiago, informou o jornal El Mercurio.

O fato, segundo a publicação, ocorreu quando soldados peruanos, sob o comando do coronel Alan Torrico, realizavam exercícios militares no território do seu país, próximo ao marco 19 da Linha da Concórdia.

Segundo explicou o oficial peruano aos funcionários da alfândega e aos policiais, o veículo havia encontrado areia em uma zona próxima à fronteira e ficou impossibilitado de retornar, sendo "obrigado a ingressar" no Chile.

Dadas as explicações, a alfândega permitiu o retorno dos militares peruanos ao seu país, sem consultar previamente seus superiores, continuou a versão noticiada.

A autoridade provincial indicou que o Exército peruano se desculpou aos seus colegas chilenos pelo caso, e atribuiu-o a um fato fortuito provocado por uma situação de força maior.