A Santa Sé manifestou “estupor” e “consternação” pelas operações de busca realizadas pela polícia na casa e no antigo gabinete do ex-arcebispo belga Godfried Danneels – aposentado recentemente -, como parte de uma investigação sobre abusos de menores cometidos por sacerdotes católicos.

Por meio de nota, o Departamento de Estado do Vaticano salientou que todo abuso pecaminoso e criminoso de menores por parte de membros da Igreja Católica deve ser condenado, mas expressou “estupor pela maneira como se realizaram as buscas” conduzidas pela polícia da Bélgica. Na nota, a Santa Sé criticou o que qualificou como violação da confidencialidade que merecem as vítimas dos abusos.

A polícia belga apreendeu os arquivos de uma comissão independente que investiga cerca de 500 casos de abusos sexuais por sacerdotes. A maior parte das vítimas é formada por homens que hoje têm entre 60 e 70 anos de idade.