A chefe de política externa da União Europeia (UE), Federica Mogherini, se reunirá com o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, na segunda-feira. A iniciativa é uma tentativa da UE de encontrar uma solução para a crise de refugiados.

A reunião de segunda-feira ocorrerá a bordo do navio da marinha italiana San Giusto ao largo da costa da Sicília, informou o escritório de Federica no sábado. Ela também irá se reunir com altos funcionários das Nações Unidas e outros parceiros internacionais na terça-feira em Nova York e viajará para Washington para conversações com o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, na quarta-feira.

Os líderes da UE encarregaram Federica na quinta-feira passada de buscar alternativas para enfrentar gangues criminosas que organizaram o tráfico de pessoas em viagens marítimas perigosas para a Europa a partir da costa da Líbia. Centenas de migrantes morreram nos últimos dias nesse tipo de travessia.

Além de um reforço ao financiamento a possíveis missões de busca e salvamento, os líderes da UE estão estudando uma iniciativa que permitiria às autoridades capturar e destruir os barcos utilizados pelos contrabandistas. É provável que esta seja uma operação militar limitada e poderia exigir o apoio do Conselho de Segurança da ONU.

Federica deverá medir na terça-feira a perspectiva de apoio das Nações Unidas a uma operação desse tipo. O escritório da chefe de política externa disse que ela também estaria em contato nos próximos dias com o Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, Antonio Guterres, e a Comissão da União Africana. Fonte: Dow Jones Newswires.