A União Europeia ampliou as sanções contra o regime da Coreia do Norte nesta quinta-feira por causa dos testes de mísseis recentes do país asiático. Mais 18 pessoas e uma entidade foram acrescentadas a uma lista negra de agentes envolvidos no programa de armas norte-coreano.

Os nomes dos alvos da punição serão divulgados apenas quando a medida for oficialmente adotada, nesta sexta-feira. A UE disse em comunicado, porém, que os alvos são em sua maioria militares de alta patente envolvidos em agências responsáveis pelos programas nuclear e de armas balísticas da Coreia do Norte.

As sanções incluem o congelamento de ativos e restrições a viagens. A UE agora já lançou sanções contra 66 pessoas e 42 entidades norte-coreanas, disse o bloco.

A Coreia do Norte realizou seu quarto teste nuclear em 6 de janeiro e um teste de míssil balístico um mês depois, contrariando resoluções da Organização das Nações Unidas e advertências internacionais. Fonte: Dow Jones Newswires.