Separatistas pró-Russia afirmam ter capturado hoje um aeroporto duramente disputado entre os dois lados desde maio. Se confirmada, a notícia deixa ainda mais distante a possibilidade de um cessar-fogo na região.

Autoridades ucranianas disseram que ainda guardam suas posições no aeroporto. Reduzido a pouco mais do que destroços, o local é de pouca importância estratégica, mas tem grande valor simbólico.

O líder rebelde em Donetsk, Alexander Zakharchenko, afirmou que a ofensiva dos separatistas deve continuar até eles ganharem todo o território perdido para as forças do governo no ano passado.

Um avanço maior dos rebeldes pode prejudicar as chances de fazer valer o acordo de cessar-fogo negociado em setembro, que demarcou limites específicos para o território de cada lado. O pouco caso dos rebeldes em relação a essa regra parece desafiar Moscou, que publicamente apoia o acordo de paz.

A batalha pelo aeroporto acontece no dia em que o país presta homenagens às 13 vítimas de um projétil que caiu num ônibus em Donetsk, no começo da semana. O governo de Kiev afirma que o projétil foi atirado pela artilharia rebelde. Eles, por sua vez, negam a responsabilidade pelo incidente, e afirmam que Kiev tenta os incriminar. Fonte: Associated Press.