O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, acusou a União Europeia (UE) de não entregar um fundo de 3 bilhões de euros (US$ 3,3 bilhões) prometido ao país para ajudá-lo a lidar com o intenso fluxo de refugiados.

Em um discurso às mulheres sindicalistas, Erdogan disse que espera que o primeiro-ministro retorne da reunião com líderes da UE nesta segunda-feira, em Bruxelas, com o dinheiro.

Erdogan também criticou as nações europeias pela sua má vontade de tomar os refugiados, bem como as suas exigências à Turquia para deter o fluxo de pessoas. “Nós não estamos enviando-os, eles estão indo [para a Grécia] pelo mar e muitos deles estão morrendo. Já resgatamos cerca de 100 mil do mar”, disse o presidente.

Erdogan denunciou também as nações ocidentais de “indiferença com as mulheres e crianças que foram massacradas” pelas forças do presidente da Síria, Bashar Assad. Fonte: Associated Press.