A Turquia intensificou os ataques aéreos contra rebeldes curdos no norte do Iraque nesta quarta-feira, enquanto o partido de oposição pró curdos, o Partido Democrático do Povo, pediu o fim imediato da violência e a retomada dos esforços de paz.

Durante a madrugada, os aviões de guerra atingiram cerca de seis posições dos rebeldes, incluindo abrigos e instalações de armazenamento de armas pertencente do Partidos dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), de acordo com um comunicado do governo.

Os ataques aéreos começaram depois que os rebeldes reivindicaram a responsabilidade pelo assassinato de dois policiais.

Os ativistas curdos acusaram o governo de ter sido responsável pelo atentado suicida na semana passada e de ter culpado o grupo Estado Islâmico, alegando que o governo não tem feito o suficiente para deter os ataques dos extremistas.

Selahattin Demirtas, líder do Partido Democrático do Povo, pediu para que fosse retomado o processo de paz e que o Parlamento realize uma sessão extraordinária, a portas fechadas se possível, para discutir os ataques dos rebeldes e a resposta da Turquia.

“Nós precisamos criar imediatamente as condições para um retorno imediato ao ambiente de trégua e para o processo de diálogo”, disse Demirtas. Fonte: Associated Press.