Uma reportagem do jornal La Nación, da Argentina, mostra a que ponto o ser-humano pode chegar com suas peripécias. Um fato um tanto quanto inusitado ocorreu em Santa Teresita.

Turistas tiraram dois golfinhos da espécie franciscana, que está em extinção, para tirar selfies com os animais. Um dos bichos teria morrido por conta da ação dos indivíduos.

“Os golfinhos da espécie franciscana, como outros, não podem ficar muito tempo fora da água. Eles têm a pele muito grossa e gordurosa, o que, fora da água, rapidamente provoca desidratação e morte”, destaca a ONG Vida Selvagem, que é citada na matéria.