Quatro turistas que foram presos na Malásia por tirarem fotos despidos no pico mais alto do país foram liberados nesta sexta-feira. Eles foram detidos por “comportamento obsceno em local público”.

Além disso, o ato de tirar as fotos sem roupas, realizado no último dia 30 de maio, foi considerado um desrespeito ao monte Kinabalu, considerado sagrado na Malásia. Autoridades locais chegaram a dizer que as fotos foram a causa de um deslizamento de terra no monte na sexta-feira passada, que resultou na morte de 18 pessoas.

Os quatro turistas são o holandês Dylan Snel, a britânica Eleanor Hawkins e os irmãos canadenses Lindsey Petersen e Danielle Peterson. Eles estavam entre 10 estrangeiros que tiraram fotos nus no dia. Segundo a imprensa local, os quatro ainda podem pegar três meses de prisão e pagar uma multa.

O advogado dos turistas, Ronny Cham, tentou minimizar o caso afirmando que eles fazem parte de uma geração de jovens acostumada com mais liberdade. Disse ainda que eles já sofreram trauma suficiente com a exposição na mídia internacional. Fonte: Associated Press