São Paulo, 23/08/2017 – enfrentamento visto em comício ontem, em Phoenix, e pediu pela união “baseada nos valores comuns” do país, em evento de veteranos do Exército nesta quarta-feira.

“Precisamos de espírito de união para chegar em nossos objetivos. Chegou a hora de curar as feridas que nos dividem, nenhuma divisão no país é tão profunda que não possa ser curada. Não somos definidos por nossa cor, por nosso dinheiro, mas por nossos valores”, declarou o presidente, na Convenção Nacional da Legião Americana, na cidade de Reno, Nevada.

Ontem à noite, Trump fez um duro discurso contra a imprensa americana e se defendeu de acusações de racismo, na esteira da manifestação violenta de supremacistas brancos que matou uma mulher em Charlottesville. Hoje, ele afirmou que jamais tolerará “atos de ódio ou terrorismo contra nossos cidadãos”.

Ele ainda comentou sobre a nova política do governo no Afeganistão e que o Exército do país não será mais usado para “construir democracias no exterior”. (Gabriela Korman – gabriela.korman@estadao.com)