Após deputados do Partido Republicano divulgarem seu aguardado projeto de lei para desmantelar boa parte da reforma da saúde realizada pelo governo do ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama, o chamado “Obamacare”, o atual presidente americano, Trump, voltou a elogiar em seu Twitter o novo projeto.

“Nossa maravilhosa e nova lei de saúde está agora em revisão e negociação. ObamaCare é um desastre completo e total – está implodindo rápido!”, disse Trump.

O projeto revelado ontem anula a obrigação universal de adquirir um seguro e reduz a intervenção do Estado. Uma série de debates devem começar hoje tanto entre os Republicanos quanto entre os Democratas para avaliarem ponto a ponto.

Pela nova lei, o plano contará com uma instauração de um crédito fiscal entre US$ 2 mil e US$ 14 mil por ano para ajudar os cidadãos a pagarem seu seguro. Este ponto, no entanto, deverá provocar protestos por parte da ala conservadora.

Além disso, o projeto prevê a possibilidade para as crianças de se inscreverem no seguro de seus pais até os 26 anos e a proibição de que as companhias de seguro discriminem os pacientes em função de seus antecedentes médicos.

A expansão realizada sob Obama do sistema Medicaid para pessoas de mais baixa renda poderia continuar até 2020. A proposta de lei iria, quando implantada, mudar a maneira pela qual o governo federal ajuda a financiar esse programa. O Medicaid é um programa de saúde federal e estadual que cobre custos médicos para pessoas de baixa renda.