O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou que negociadores de seu país e da China se reunirão na próxima semana para tratar de questões comerciais. Sem dar detalhes sobre o encontro, Trump voltou a pressionar a China para que o país ceda às exigências americanas.

“A China se aproveitou por muitos anos do nosso país. Por isso tem sido difícil se chegar a um acordo”, disse na Casa Branca.

Trump ainda fez comentários sobre a ligação telefônica dada ao presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, envolvendo o ex-vice-presidente dos EUA, Joe Biden, e que desencadeou o processo de impeachment contra ele no Congresso. “Foi a mais inocente ligação telefônica”, disse, aconselhando a Ucrânia e a China a investigarem Joe Biden e seu filho Hunter Biden.