Templo corre sérios riscos,
dizem especialistas.

O templo da necrópole faraônica de Gurna, em Luxor, construído por Ramsés II, está ameaçado por infiltrações causadas pelos canais subterrâneos usados pelos agricultores para irrigar plantações, advertiram especialistas. As autoridades egípcias decidiram evacuar quatro mil famílias que vivem nas imediações para iniciar as obras de um desvio das águas do Nilo na área da represa de Nagea Hamadi, que são usadas nos canais subterrâneos que atravessam a necrópole de Gurna.