A milícia fundamentalista islâmica Taleban libertou hoje oito dos 19 reféns sul-coreanos após fechar ontem acordo com representantes do governo da Coréia do Sul. Os oito reféns libertados até o momento foram levados até agentes do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), que mediou os encontros. Os sul-coreanos foram soltos em dois grupos e entregues ao CICV em duas localidades diferentes próximas de Ghazni, na região central do Afeganistão.

O primeiro grupo, composto por três mulheres, foi deixado em Qala-e-Kazi. Depois de algumas horas, quatro mulheres e um homem foram soltos perto de uma área desértica de Shah Baz. Nenhum dos reféns conversou com os jornalistas que acompanharam a libertação.

Depois de uma rodada de negociações diretas realizada ontem, o Taleban aceitou soltar os reféns depois de a Coréia do Sul ter-se comprometido a retirar suas tropas do Afeganistão até o fim deste ano e a proibir as viagens de missionários sul-coreanos ao território afegão.

Vinte e três religiosos sul-coreanos que realizavam trabalhos voluntários no Afeganistão foram seqüestrados pelo Taleban durante uma viagem entre Cabul e Kandahar em 19 de julho. Antes das libertações de hoje, dois reféns haviam sido executados e duas, libertadas.