Militantes do Taleban executaram hoje um grande ataque contra edifícios governamentais na maior cidade ao sul do Afeganistão, Kandahar. Pelo menos 12 pessoas ficaram feridas, segundo funcionários do principal hospital da cidade. Representantes do governo e do hospital também confirmaram que os escritórios do governador, do prefeito e da agência de inteligência foram atacados.

Kandahar é um antigo reduto do Taleban onde forças afegãs e internacionais estão tentando garantir a segurança e o funcionamento do governo. O ataque de hoje ocorreu um dia depois de o Taleban ter divulgado comunicado afirmando que a morte de Osama bin Laden estimulará a insurgência. Os ataques começaram pouco depois do meio-dia local e os disparos prosseguiam horas depois. O Taleban afirmou que um grande número de seus militantes se dirigiu para Kandahar com o objetivo de atacar os três prédios alvos. Relatos de disparos em outros locais da cidade não puderam ser confirmados imediatamente.

O governo não confirmou as informações do Taleban de que haveria mortos nos ataques ao prédio do governador. “Muitas pessoas foram mortas”, disse o porta-voz do Taleban Yousef Ahmadi. A reportagem testemunhou que os disparos foram concentrados na parte traseira da edificação, perto da residência do governador.

Bin Laden

Segundo o comunicado divulgado ontem, a morte do líder da organização terrorista Al-Qaeda, Osama bin Laden, vai dar um “novo ímpeto” à luta contra os invasores estrangeiros do Afeganistão. “O emirado islâmico acredita que o martírio do xeque Osama bin Laden dará um novo ímpeto à jihad em andamento contra os invasores nesta fase crítica da jihad”, diz a nota divulgada pelo porta-voz do Taleban, Tariq Ghazniwal.

O Taleban governou o Afeganistão de 1995 até a invasão do país por forças dos EUA e de seus aliados, em novembro de 2001, dois meses depois dos ataques terroristas da Al-Qaeda em Nova York e Washington. Durante aquele período, o governo do Taleban deu refúgio ao saudita Bin Laden e sua organização. Desde o início da invasão, morreram 2.445 soldados da coalizão, sendo 1.571 norte-americanos. No mês passado, o Taleban causou mortes ao atacar o Ministério da Defesa, numa base conjunta dos Estados Unidos e do Afeganistão e a sede da polícia em Kandahar. As informações são da Associated Press.